Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2006

A Noiva Cadáver

O nome do filme pode assustar à primeira vista, assim como a personagem principal, mas aos poucos a gente vai gostando até ficar encantado com essa bela animação bem dirigida pelo descabelado Tim Burton: "A Noiva Cadáver" (Corpse Bride, 2005). Tudo é bem feito: os bonecos, os desenhos, as pinturas, a animação quadro a quadro, a música de Danny Elfman, e as vozes de Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Emily Watson e Christopher Lee, entre outros. Em uma vila européia, em plena era vitoriana, durante a decadência da aristocracia e ascenção da burguesia, Vítor (dublado por Johnny Depp), filho de peixeiros, é obrigado a se casar com Vitória (dublada por Emily Watson), filha de aristocratas. Mas acaba indo parar nos braços da noiva cadáver na Terra dos Mortos que, observe, é muito mais colorida que o mundo dos vivos. Dark, romântico, divertido. Se você não viu, alugue correndo. Mas antes veja meu post sobre Tim Burton e Johnny Depp. E boa diversão.

71a Exposição Nacional de Orquídeas

Imagem
De hoje a domingo, das 8 às 18 horas, acontece a 71a. Exposição Nacional de Orquídeas no Orquidário Municipal de Santos. Além da exposição, há venda de flores, sem contar que o Orquidário é um belíssimo parque zoobotânico. Custa apenas R$1,00 e vale a pena. É como se fosse um paraíso ecológico no meio da cidade, aliás praticamente na divisa com São Vicente. Há diversos pássaros e animais silvestre, a maioria soltos pelo parque. Tem cheiro de mato, ar bucólico. Veja também o sítio da Associação dos Orquidófilos de Santos.
Para quem não conhece, ali perto fica a Ilha Porchat, que tem um mirante projetado pelo Oscar Niemeyer com uma bela vista da baía de São Vicente e Santos. A vista a partir do restaurante ao lado também vale a pena. Dá para ver também o teleférico e o morro do Voturuá, de onde o pessoal salta de parapente e asa delta. Dali se vê também a área da Biquinha, com seus museus, casas culturais e construções históricas. E a Ponte Pênsil, saída para Praia Grande. Rec…

Cinema: Tim Burton e Johnny Depp

É interessante notar como os diretores transmitem a seus filmes uma espécie de impressão digital, marca registrada. Muitas vezes basta ver determinado ator ou atriz e algumas cenas que já sabemos quem é o diretor. As vezes não é o diretor que a gente imaginava, mas é um outro seguindo seu estilo, lhe prestando uma homenagem, citando-o. Há diversos exemplos. Mas me ocorre agora comentar sobre Tim Burton. Já fiquei fã de seu estilo sombrio, macabro, bizarro... Seus filmes têm uma atmosfera sinistra, um visual meio gótico meio kitsch, e sempre aquele humor negro inconfundível. Isso é bastante nítido nos filmes que ele fez com o Johnny Depp: "Edward Mãos de Tesoura" (Edward Scissorhands, 1990), "Ed Wood" (1994), "A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça" (Sleepy Hollow, 1999), "A Fantástica Fábrica de Chocolate" (Charlie and the Chocolate Factory, 2005) e "A Noiva Cadáver" (Corpse Bride, 2005). E gostaria de citar também outros cinco filmes …