Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2007

Feliz 2008!

Pessoal, estou em férias pela região das Missões (Brasil, Argentina e Paraguai) e sem tempo para atualizar o blog. Em breve, haverá muitas novidades.
Como disse um amigo, o ano que vem só não será melhor que 2009. Para todos. Inclusive aos cansados, aos que tiveram vergonha de ser brasileiros nestes últimos anos, aos leitores de Caras e Veja (que são a mesma coisa), aos saudosos dos tempos do Costa e Silva, do Médici, do Geisel e do Figueiredo. Abraço a todos - mesmo.

De Vencedores e de Perdedores

Pequena Miss Sunshine” (Little Miss Sunshine, 2006, Jonathan Dayton e Valerie Faris) é drama e comédia ao mesmo tempo. A pequena Olive (Abigail Breslin) é a garota cujo sonho é vencer o concurso da “pequena miss Sunshine”. Seu pai, Richard (Greg Kinnear), é um fracassado palestrante motivacional que tenta vender sua técnica de nove passos para o alcance do sucesso. Sua mãe, Sheryl (Toni Collette), é a dona de casa com dupla jornada de trabalho e que serve sanduíches e refrigerantes na janta. O tio materno é o ex-professor universitário especialista em Proust, Frank (Steve Carell), recém saído de uma internação por ter tentado suicídio porque seu namorado (isso mesmo) o largou por outro. O irmão da garota, Dwayne (Paul Dano), é um seguidor de Nietzsche que fez voto de silêncio com o objetivo de entrar para a Força Aérea. E finalmente o avô Edwin (Alan Arkin) é um viciado em heroína que dá conselhos incomuns a Dwayne e prepara a garota para o concurso com uma coreografia pra lá d…

Governo Perde Luta Política da CPMF

Esta madrugada me lembrou aquela de 2005 em que o Severino Cavalcanti foi eleito presidente da Câmara. Dessa vez faltaram quatro votos ao governo, que acabou sofrendo talvez sua maior derrota. Resultado: a direita está feliz; e os sonegadores também. Eles (PSDB e Arena-Democratas) criaram o imposto do cheque para a Saúde, aumentaram a alíquota e desviaram o dinheiro arrecadado para outras finalidades, e agora fecharam questão contra o imposto, contrariando os interesses até de seus estados e municípios. Eles só queriam derrotar o governo, que negociou mal ou, pelo menos, tarde demais. Agora, como disse o governador mineiro, é hora de "juntar os cacos".
Soube da notícia pelo "Bom Dia Brasil", através dos exultantes Alexandre Garcia e Miriam Leitão. Sábado os parajornalistas da Veja 40% de propaganda devem continuar a comemoração - quer ver, espere.

Notícias do Brasil

Já que a mídia conservadora e golpista não destaca adequadamente, trago a seguir dois links para sites que trazem dados concretos sobre o que está acontecendo pela primeira vez na história deste país:

Conversa Afiada
Data Popular

Como afirmou Oscar Niemeyer à Folha, "um dia a vida será mais justa".
Enquanto o partido da mídia destaca apenas a ladainha dos pessimistas com a CPMF, com o Renan e com a Venezuela, no plano internacional, em vez dos locais de interesse norte-americano por causa do petróleo, seria bom vê-la destacando as atrocidades que neste momento estão sendo cometidas na Birmânia (Mianmar), na Chechênia, na República "Democrática" do Congo, na Costa do Marfim e em Darfur (Sudão). Para saber mais: por Darfur!

Mais Estranho que a Ficção

A HBO exibiu ontem “Mais Estranho que a Ficção” (Stranger Than Fiction, 2006), penúltimo filme de Marc Forster, que também dirigiu “Em Busca da Terra do Nunca” (Finding Neverland, 2004) e “O Caçador de Pipas” (The Kite Runner, 2007). O filme é sobre o auditor da Receita Federal Harold Crick (Will Ferrel) que leva uma vida solitária e monótona até descobrir que é o principal personagem de um livro cuja autora, Kay Eiffel (Emma Thompson), costuma terminar suas obras matando seus heróis. Quando Harold vai auditar uma padaria-cafeteria, acaba se apaixonando pela proprietária Ana Pascal (Maggie Gyllenhaal). Enquanto a assistente Penny Escher (Queen Latifah) apressa a autora para que o livro seja finalizado, Harold busca ajuda do professor de literatura Jules Hilbert (Dustin Hoffman). É uma mistura de tragédia e comédia com diversas citações incluindo o ótimo filme “Monty Python em Busca do Cálice Sagrado” (Monty Python and the Holy Grail, 1975, Terry Gilliam e Terry Jones). Uma das ce…

Resposta correta?

Outro dia recebi de uma amiga um e-mail intitulado "Resposta correta?", que reproduzo a seguir.
"Questão de Química Básica num exame de Segundo Grau:
- Qual a diferença entre Solução e Dissolução?
Resposta de um aluno:
- Colocar UM qualquer dos * num tanque de ácido para que dissolva é uma Dissolução. Colocar TODOS é uma Solução".


* políticos era a palavra original do texto. Mas, e se a trocássemos por nordestinos? ou gaúchos? Ou ainda negros, brancos, judeus, muçulmanos, corintianos, palmeirenses, homossexuais, heterossexuais, comunistas, fascistas, católicos, protestantes? Há muitas alternativas, não? Então me pergunto se quem engendra um absurdo deste tipo não é capaz de cometer tal atrocidade. Cuando miro el fruto del cerebro humano...

O Labirinto do Fauno

Finalmente vi "O Labirinto do Fauno" (El Laberinto del Fauno, 2006), escrito, produzido e dirigido por Guillermo del Toro, que também fez "A Espinha do Diabo" (El Espinazo del diablo, 2001) e "Hellboy" (idem, 2004). É a estória da menina apaixonada por livros de contos de fadas, Ofélia (Ivana Baquero, atriz catalã de 11 anos), que se refugia no mundo mágico da fantasia ao se deparar com a crueldade do mundo real na Espanha fascista de 1944. O filme é um maravilhoso conto de fadas para adultos, um dos melhores que já vi. Alugue já.

Notícias Desportivas

Brasileiro:
Santos vice, na Libertadores junto com o campeão São Paulo.
Palmeiras perde em casa e fica fora da Libertadores.
Corinthians cai para a 2a. divisão e a Portuguesa está de volta.

Bola de Ouro:
Kaká é o melhor jogador do mundo em 2007.

Copa do Mundo de Vôlei:
Brasil é bi-campeão!