Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

Adeus, timoneiro

Quércia morreu na madrugada de hoje.  Dessa vez é verdade.  Digo isso porque em setembro uma parte do PiG (partido da imprensa/mídia golpista), Folha, UOL e Globo noticiaram a morte dele em mais uma das “reporcagens” e “barrigadas” comuns em nossa mídia oligopólica.  Até hoje, noticiando sua morte, a mídia demotucana destaca os escândalos atribuídos ao ex-governador.  Os jornais e revistas de São Paulo sempre fizeram a cabeça de nossa burguesia, sendo condescendentes com os tucanos e difamando os políticos que ousaram descer do muro.  Particularmente, acho que o Quércia, apesar de seu fisiologismo, fez mais pelo estado em quatro anos do que o PSDB em dezesseis.  Infelizmente, Quércia optou pela aproximação com o DEM e o PSDB nas últimas eleições.   Achei risível sua campanha ao senado ao lado de Aloysio Nunes, à esquerda, embora vira-casaca, e Geraldo Alckmin, o moço da Opus Dei, à direita.  Sua aproximação com a direita resultou que o Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8), que…

Dia de Faxina

Ontem resolvi fazer faxina nos computadores de casa, desktop e notebook.  Quem tem micro muito usado sabe que o desempenho acaba se tornando frustrante.  Os radicais logo perdem a cabeça e formatam o disco toda hora.  Conheço gente que não consegue passar um mês sem apelar para a formatação.  Isso eu só faço em último caso mesmo, e faz anos que não cometo esse extremo.  Prefiro as práticas e os programas de diagnóstico, reparo e otimização.  Em seguida relaciono algumas empresas e desenvolvedores com produtos que valem a pena. Da Microsoft sugiro o Fix It, o Windows Memory Diagnostic e o BootVis. Da Piriform, recomendo muito o CCleaner, além do Defraggler. Da Iobit, destaco o Advanced SystemCare Free, o Smart Defrag e o Game Booster. Da Glarysoft, o destaque é o Glary Utilities. Da Iolo, o destaque fica para o System Mechanic, sem dúvida. Da PCTools, citaria o Spyware Doctor e o Registry Mechanic. Da Auslogics, valem a pena o Disk Defrag, o Registry Defrag e o Registry Cleaner. Para otimizaçã…

A General

Esse título se refere à locomotiva que divide com Annabelle Lee (Marion Mack) o coração do maquinista Johnny Gray, interpretado por Buster Keaton.  Keaton também escreveu o roteiro e dirigiu esse filme americano de 1926.  Johnny tenta se alistar pelos confederados na Guerra Civil, mas é rejeitado por ter uma profissão muito qualificada.  Annabelle pensa que ele é um covarde e, por acaso, é sequestrada junto com “a general” por espiões da União.  Então, Johnny resolve resgatar seus dois amores.  O resultado é um clássico filme de guerra com muita ação e pitadas de suspense, romance e comédia.  Considerando a era do cinema mudo, dá até para achar Keaton melhor do que Chaplin, mas há controvérsias.  O fato é que fiquei fã e quero assistir também: One Week (1920) The Scarecrow (1920) The Play House (1921) Our Hospitality (1923) Sherlock Jr (1924) The Navigator (1924) Seven Chances (1925) The Cameraman (1928)