Postagens

Mostrando postagens de 2014

Veja o apogeu da enganação

Imagem
A apenas quatro dias da virada do ano, e da posse da presidenta, parte da mídia ainda está inconformada com a vitória popular nas urnas.  É o caso do Estadão, cujos editoriais seguem aquela linha panfletária e reacionária da revista VejaQueNojo.  O despeito fica claro no editorial de hoje, ‘o consumo da informação’, ao festejar o resultado da Pesquisa Brasileira de Mídia 2015, que ainda aponta o jornal como o meio de comunicação mais confiável. Dos entrevistados, 58% confiam nos jornais enquanto que de 67% a 71% não confiam em sites, blogs e redes sociais. Jornalão dos Mesquita fala em credibilidade e ‘bom jornalismo’, mas esquece de que para isso é necessário isenção, independência, apartidarismo e pluralismo.  Com medo da regulação da mídia, esquecem-se do princípio do contraditório e da ampla defesa. A Folha, para variar, está em cima do muro e dá um refresco.  O editorial ‘Dilma 2.0’ é um retrato disso. O melhor do jornalão dos Frias ainda é a coluna do Janio de Freitas: ‘Como um p…

Mídia engajada não ouve também a outra parte

Imagem
Ei, ei, você se lembra dos meus editoriais? Continuam os mesmos.  Mas a nossa aparência, quanta diferença! Estamos cada vez mais parecidos com aquela revista de fofocas da imprensa rosa.
A Folha continua dando uma no cravo e outra na ferradura, dissimulada como sempre. Praticamente a única coisa que presta nesse pasquim que apoiou a ditadura é a coluna do Janio de Freitas, um verdadeiro oásis nesse deserto de canalhice que é a mídia brasileira. O Estadão está cada vez pior, com seus editoriais que mais parecem a homepage do tucanato.  Claramente ainda está inconformado com o resultado das eleições, assim como as revistas VejaQueNojo e QuantoÉ-dependente, além da Rádio Jovem Pan AM, apenas para citar alguns dos mais fervorosos adeptos da cruzada contra o PT, Lula e Dilma. O húngaro-americano Joseph Pulitzer foi um verdadeiro profeta quando afirmou que, com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma. Formar uma opinião, esc…

Após 50 anos ainda restam muitas viúvas das trevas

Imagem
O melhor do pasquim dos Frias hoje, como no ano todo, é a coluna do Janio de Freitas, ‘Curiosidades a jato’, comentando a relatividade da corrupção, repercutida pelo Brasil247.Imperdível. A página de Opinião do Estadão mais parece a Home do PSDB, com editoriais criticando Lula, Haddad e o PAC.Nenhuma novidade.
O Globo, que está cada vez mais parecido com a revista Época e ambos com a Caras, ao contrário do Estadão, tem em sua página de Opinião a coluna digna da Dorrit Harazin sugerindo ‘Chega de eufemismos’ ao comentar sobre os relatórios da Comissão Nacional da Verdade e da Comissão de Inteligência do Senado dos EUA, e as “técnicas de interrogatório avançadas”, o “conjunto de procedimentos alternativos” ou, mais sinceramente, “métodos repugnantes”.As colunas de José Miguel Wisnik e de Arnaldo Bloch também comentam a prática da tortura como política de Estado tanto no Brasil como nos Estados Unidos.
O panfleto da famiglia Civita continua em sua cruzada político-ideológica contra o PT, L…

Coxinhas hipnotizados defendem impeachment e golpe militar

Imagem
A Falha destaca hoje que ‘brasileiros responsabilizam Dilma por escândalo de corrupção na Petrobras’, segundo o DataFalha.E também a reedição da Marcha da Família com Deus pela Liberdade, ocorrida em 1964 em resposta à ‘ameaça comunista’ porque Jango feriu os interesses da classe média e da elite. Ontem a Marcha da Discórdia, segundo o mesmo folhetim, reuniu 5000 marias-vão-com-as-outras no centro novo de São Paulo, que pediram o impeachment da presidenta e o golpe militar. O lesado cantor Lobão reclamou a ausência do Caiado e do playboy derrotado.No final apareceu o carbonário Zé Bolinha Çerra para botar lenha na fogueira e confessar na maior cara-de-pau que, como governador irresponsável, se orgulha por ter atrasado o projeto do trem-bala.Realmente a única coisa que presta neste panfleto da famiglia Frias é a coluna do Janio de Freitas, que hoje aborda o trabalho da Comissão da Verdade. O conservador confesso Estadão destaca que ‘satisfação com a democracia volta a crescer’, segundo …

Os Corruptos

Imagem
Não, o título não se refere aos políticos do PSDB que integram a Lista de Furnas.  Trata-se de um dos melhores filmes noir do austríaco Fritz Lang: The Big Heat, 1953.
Nele, o policial Dave Bannion (Glenn Ford) investiga uma organização criminosa politicamente muito poderosa. Não vou contar o fim da estória, claro.  Mas este filme, assim como "Fúria" (Fury, 1936, com Spencer Tracy), de alguma forma lembra nosso país quando era governado pela direita e o comportamento dos golpistas até hoje.  Este gênero é reconhecido pelo preto e branco, pelo forte contraste, pela pouca iluminação, pelas sombras.  Pode ser classificado também como filme de mistério, crime e suspense.  Os protagonistas geralmente são policiais, detetives, vigilantes, gangsters, vigaristas, assassinos, corruptos e corruptores.   O clima psicológico predominante é de cinismo, crueldade, pessimismo, infidelidade, ganância, ambição e frustração.  Apesar disto são obras inesquecíveis de diretores importantes, com…

Resenha da semana - ressaca eleitoral e a angústia dos reacionários

Imagem
A Folha, que nem sempre ficou em cima do muro já que apoiou a ditadura, hoje novamente dá uma no cravo e outra na ferradura.  Ao mesmo tempo em que critica em editorial o governo federal, a Petrobras, o Congresso e os líderes políticos, chama de 'seca de informações' a pouca transparência do governo Alckmin sobre a crise hídrica. Como de costume, o que salva a edição é a coluna do Jânio de Freitas, "Abaixo e acima de tudo", sobre a atuação da PF e daqueles delegados engajados na campanha do playboy Aécio.

Em papel, o Estadão destaca que 'delatores falam em propina de R$ 200 milhões a PT e PMDB'.  No site: Investigação de corrupção na Petrobrás pode mudar País 'para sempre', diz Dilma.  Quase igual a O Globo: Investigação 'pode mudar o Brasil para sempre', diz Dilma. E o mesmo na Folha/UOL: 'Caso de corrupção na Petrobras muda Brasil para sempre, afirma Dilma'. Mas a Folha contrabalança: Lava Jato não é 3º turno, afirma ministro da Justi…

Resenha da semana - Aceita que dói menos

A mídia golpista sofreu um forte revés com a reeleição de Dilma Rousseff.  Folha, Estado, Globo, Abril, Editora Três, Band, SBT, entre outros, fizeram de tudo para eleger Aécio Neves, trocando o jornalismo pelo proselitismo político-eleitoral.
A Folha, dissimulada, demitiu 25 jornalistas, entre os quais Fernando Rodrigues e Eliane Cantanhede, a 'colunista mais alinhada com o PSDB'.  É a mão pesada do Otavinho, cujo pai visitava o DOPS e financiava a OBAN, assim como os então presidentes da Ultragaz, do Grupo Ultra, do Bradesco e da FIESP nos anos 70, conforme revelou Carlos Eugênio da Paz, colega do Aloysio Nunes (vice do Aécio) no PCB e na ALN. Não deixe de ver o filme acima!
O Estadão continua com seus editoriais ressentidos e partidários, enquanto O Globo está preocupado, opinando que 'aumenta pressão sobre a imprensa no continente'.  Motivo: a mídia golpista teme a regulação da mídia, proposta por Dilma e também aprovada pela rainha Elisabeth II no Reino Unido.
En…

Leitura de domingo - a dor de corno dos coxinhas

Os jornalões estão de ressaca eleitoral, assim como as revistas semanais.  Nenhuma novidade importante, só dor de cotovelo.  O melhor exemplo disso é o vídeo acima, em que os lambe-botas da Globo tentam de toda forma criticar a vitória popular, como sempre fazem já que trocaram o jornalismo pela campanha político-eleitoral. Então vamos destacar hoje a mídia que não pertence àquelas famiglias de “cristãos novos” e sionistas, isto é, Frias, Mesquita, Marinho, Civita, Abravanel, Sirotsky, Bloch, Levy etc. O Blog Thomas Conti publicou um interessante mapa da distribuição de votos nas últimas eleições, “Contra o preconceito! O Resultado Ponderado das Eleições por Estado”, que demonstra como é a falsa a afirmação de que Dilma venceu só por causa do nordeste.  De fato, ela só teve menos de 40% dos votos válidos em Santa Catarina, Paraná, São Paulo, estados conservadores, além de Distrito Federal e Acre, novidades.  O candidato do retrocesso perdeu em MG e RJ nos dois turnos. Na segunda-feira, …

Apesar de você, mídia golpista

Hoje você é quem manda
Falou, tá falado
Não tem discussão
A minha gente hoje anda
Falando de lado
E olhando pro chão, viu Você que inventou esse estado
E inventou de inventar
Toda a escuridão
Você que inventou o pecado
Esqueceu-se de inventar
O perdão Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
Eu pergunto a você
Onde vai se esconder
Da enorme euforia
Como vai proibir
Quando o galo insistir
Em cantar
Água nova brotando
E a gente se amando
Sem parar Quando chegar o momento
Esse meu sofrimento
Vou cobrar com juros, juro
Todo esse amor reprimido
Esse grito contido
Este samba no escuro Você que inventou a tristeza
Ora, tenha a fineza
De desinventar
Você vai pagar e é dobrado
Cada lágrima rolada
Nesse meu penar Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
Inda pago pra ver
O jardim florescer
Qual você não queria
Você vai se amargar
Vendo o dia raiar
Sem lhe pedir licença
E eu vou morrer de rir
Que esse dia há de vir
Antes do que você pensa Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
Você vai ter que ver
A manhã renascer
E esbanjar poesia
Como…

Leitura de domingo - Hoje não é Armagedom

A Folha continua em cima do muro, sem confessar sua torcida pelo candidato do retrocesso. Até o DataFolha, que prefere anunciar um empate técnico. Hidrófobos como sempre, Cantanhede e Gullar nem merecem ser lidos. O que salva a edição, o que já virou rotina, é a coluna do Janio de Freitas: “Os enganados e o mentiroso”. Ele lembra, sabiamente, que o país não ficou dividido agora. O país sempre foi dividido, sempre foi Casa Grande & Senzala. O Estadão, que não é dissimulado como a Folha, deixa claro em editorial sua opção político-eleitoral ao defender o voto em Aécio. E estampa que a 'eleição chega ao fim hoje como a mais acirrada desde 1989'. É verdade, nunca antes na curta história democrática deste país a direita esteve tão perto de ser eleita, com o apoio da mídia, do judiciário e de todas forças conservadoras. O Globo concorda que 'desde a redemocratização não se via uma disputa tão acirrada' mas festeja que 'Aécio volta a subir em pesquisas e disputa …

Leitura de domingo - Mídia e Judiciário elegerão o candidato do retrocesso?

Publicação by Compartilhe13.
A Folha, um jornal a serviço do conservadorismo, continua a favor de Aécio, mas sem assumir em seu editorial de hoje, em que faz de conta que é neutra.  Vale a pena dar uma olhada na coluna da ombudsman (por que não ombudswoman?) Vera Guimarães Martins, mas quem salva a edição é o Janio de Freitas, que comenta a censura imposta pelo TCE a uma semana do segundo turno. O Estadão, que não dissimula e se declara conservador, ilustra bem seu partidarismo hoje no editorial 'a esperança contra o ódio'. O Globo, como era de se esperar, apoia a censura do TSE a esta altura do jogo por causa do “desvirtuamento da campanha eleitoral”, em editorial claramente oposicionista. A Veja, claramente de direita, continua em sua apaixonada cruzada contra o PT, Lula e Dilma, estampando o doleiro Youssef, segundo o qual em 2010 a campanha de Dilma recebeu dinheiro desviado da Petrobras. A IstoÉ, que agora parece reivindicar o título de porta-voz número um da direita, estampa …

Hoje é dia das crianças no Brasil!

Tenho muita saudade das minhas crianças. Mas, enquanto não chegar o dia de reencontrá-las, sigo sonhando com um mundo melhor para todas elas.  Como  não tenho palavras agora, faço-as com a poesia de Victor Jara nos vídeos acima e abaixo.
Por isso recomendo uma visita ao site da Unicef, do qual traduzi o texto seguinte.
Imagine um mundo onde todas as crianças têm a chance para realizar o seu potencial, onde cada criança tenha um lugar decente para dormir, comida suficiente, uma sala de aula e a saúde de aprender, crescer e prosperar. Imagine um mundo em que os direitos de cada criança são realizados. O mundo - e as crianças do mundo - enfrentaram muitos desafios em 2013, mas houve marcos importantes para se reconhecer, também: O número de mortes evitáveis ​​de crianças menores de cinco foi cortado quase pela metade entre 1990 e 2013;89% da população global usou uma melhor fonte de água para beber e 64% usou instalações sanitárias melhores;123 países agora penalizam todas as formas de viol…

Leitura de domingo

A Folha continua dissimulada.  Morde e assopra. Dá uma no cravo e outra na ferradura.  Mas o pasquim da famiglia Frias, que apoiou logística e ideologicamente a ditadura, a qual chamava carinhosamente de ‘ditabranda’, não engana mais ninguém; espero.  Hoje a manchete principal é: ‘Choque de gestão’ de Aécio em MG teve efeito limitado.  Fica em cima do muro com a Mônica Bergamo: antipetismo causa separação (‘divórcio ideológico amigável’) de dupla de Fernando Meirelles.  Repare que o título não cita o nome do fotógrafo uruguaio César Charlone, incomodado com o ódio de classe surgido das sombras contra o PT.  O que salva a edição é, como sempre, a coluna do Janio de Freitas, mostrando o que é a ‘elite financeira’ e o sobe e desce da Bolsa: uma eleição de muitos. O Estadão, pasquim da famiglia Mesquita, destaca que ‘Dilma prepara novo pacote de tributos para agradar a empresários’ e que ‘Aécio aceita parte das bandeiras de Marina’, deixando a redução da maioridade penal de fora e recebend…

Leitura de domingo

Os jornalões voltam a ficar animados com as últimas pesquisas que apontam para um segundo turno com Aécio, o plano A da direita, o candidato dos conservadores, dos reacionários. A Falha e o DataFalha decretam: Dilma 44%, Aécio 26% e Marina 24%.  Diz que eleição chega ao primeiro turno com dúvida sobre quem enfrentará Dilma.  O que chama a atenção é o artigo segundo o qual “hegemonia do PSDB no interior deve garantir vitória”.  Para o paulista do interior não existe má gestão na SABESP, assalto a trem e metrô no trensalão de empresas multinacionais e governadores do PSDB, pedágios mais caros do mundo, segurança pública deficiente.  O servo da organização paracristã de direita Opus Dei, Picolé de Chuchu, deve se reeleger no primeiro turno.  Alternância de poder no estado, não. O Estadão está todo serelepe com a pesquisa do Ibope mostrando que Aécio cresce, ultrapassa Marina, mas vaga no 2° turno fica indefinida. Diz ainda que Aécio sobe 5 pontos, sai do desânimo, ganha fôlego e volta a…

Leitura de domingo

Imagem
Agora falta só uma semana, seis edições do telejornal Jornal Nacional, da Globo, e uma capa da revista Veja, da Abril e da Naspers. A Folha, dúbia como quem nunca desce do muro, por um lado estampa o que pode ser a bala de prata da banda antipetista da PF, que apura elo entre tesoureiro do PT e doleiro preso; e por outro, as doações do PSDB a partidos nanicos e ao PSB em SP. Para variar, o que salva a edição é a coluna do Janio de Freitas, comentando esta campanha eleitoral “freia, grossa e errada”, de forma clara, sintética e precisa. O Estadão parece desanimado e confessa que seu candidato, Aécio, gasta mais tempo criticando direta e indiretamente os adversários, mostrando dados do Manchetômetro.  Aliás é essencial visitar este site da UERJ, que nos lembra Malcolm X: “Se você não cuidar, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo”. O Globo, assim como o Estadão, mostra estratégia dos candidatos para esta semana e um eventual…

Leitura de domingo

Os jornalões estão sem assunto hoje. Parecem desanimados.   A Folha mostra que Dilma está na frente entre os excluídos e na classe média baixa e na intermediária, que representam 72% do eleitorado.  Na classe média alta, 20% do eleitorado, Dilma fica 8 pontos atrás de Marina.  E na classe alta, 7% do eleitorado, Dilma está atrás dos dois candidatos da direita, Marina e Aécio. Segundo a colunista Mônica Bergamo, Marina e Aécio dividem o tradicional reduto tucano do high society de SP. A disputa mais acirrada está justamente na classe média intermediária, em que a diferença é de apenas 2 pontos a favor de Dilma.  Parece que as pessoas, à medida que ficam menos pobres, passam a preferir os candidatos dos ricos e conservadores.  O fato notável é a distorção que houve na antiga pirâmide das classes sociais: o grupo dos excluídos diminuiu, a classe média baixa praticamente caiu pela metade enquanto a classe média intermediária praticamente dobrou, graças aos 12 anos do governo trabalhista d…

Leitura de domingo

As pesquisas eleitorais têm deixado os jornalões atordoados com o desempenho de seu candidato preferido, o senador mineiro que não sai do Rio, e com a queda de seu Plano B, a santinha do pau oco. O que salva novamente a edição da Folha é a coluna do Jânio de Freitas, que comenta uma campanha indigna.   Mostra como Collor, Serra, Aécio e Marina baixaram o nível das campanhas eleitorais.  Vale a pena lê-lo. O Estadão destaca que o ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, devolverá dinheiro depositado na Suíça (paraíso de sonegadores) em troca de redução de pena. O Globo achou melhor destacar que o perfil de Costa na Wikipédia foi alterado a partir da rede da Petrobrás, quando ficou evidente que Costa cresceu profissionalmente na empresa durante o governo de FHC. Na prática os três jornalões ainda repercutem a pauta da revista de fofocas literalmente ‘mais vendida’, cuja missão é uma cruzada ideológica e político-eleitoral contra o PT, Lula e Dilma.  A capa desse pasquim destaca a ‘fúri…

Eu Sou o Número Quarenta e Dois

A última ditadura militar fascista no Brasil durou 21 anos.  Em 15 de janeiro de 1985 foi eleito indiretamente presidente do país o advogado, empresário e político mineiro Tancredo Neves.  Ao ser eleito, terminou seu discurso dizendo: “Não vamos nos dispersar. Continuemos reunidos, como nas praças públicas, com a mesma emoção, a mesma dignidade e a mesma decisão. Se todos quisermos, dizia-nos, há quase duzentos anos, Tiradentes, aquele herói enlouquecido de esperança, podemos fazer deste país uma grande nação. Vamos fazê-la!”.  Mostrou grande habilidade política para que aquele dia chegasse, já que a extrema direita queria mais 2 anos para João Figueiredo antes da sucessão por eleições diretas, eventualmente.  Mas, como tinha dito Getúlio Vargas, “no Brasil, não basta vencer a eleição, é preciso ganhar a posse!”.   Tancredo faleceu 96 dias depois, misteriosamente.  E quem assumiu a presidência em 15 de março foi José Sarney, também recém-integrante do PMDB, mas ex-correligionário de P…

Leitura de domingo

Imagem
Agora falta um mês para o primeiro turno.  E mais quatro capas da revista Veja.  O pasquim sionista da famiglia Civita continua em sua cruzada contra o PT, Lula e Dilma.  A capa desta semana se delicia com vazamentos seletivos do depoimento do ex-diretor da Petrobras à Polícia Federal, Paulo Roberto Costa.  Ele citou governadores (Sergio Cabral, Roseana Sarney e Eduardo Campos), ministro de Minas e Energia (Edison Lobão) e parlamentares (Renan Calheiros e outros).  Essa também foi a pauta dos jornalões, mas sem o partidarismo apaixonado do folhetim da Abril.  O procedimento normal é a polícia investigar, o ministério público acusar e a justiça julgar.  Mas a revista do grupo racista Naspers faz tudo isto ao mesmo tempo.  Escolhe o que vai ‘informar’, como vai fazê-lo e QUANDO, isto é, às vésperas das eleições.  Falta isenção, independência, apartidarismo e pluralismo.  Ou seja, não é jornalismo.  É pura e simplesmente militância política, partidária, eleitoral. A Folha tem destaques in…

Sobre hipocrisia, animais e crianças

Quanto mais conheço as pessoas, mais amo os animais.  Não se sabe exatamente quem disse esta frase pela primeira vez, mas ela é atribuída a Rui Barbosa, a Alexandre Herculano e a Blaise Pascal, como vemos no Google.  Não importa quem disse.  E nem a forma, que pode variar um pouco, sendo pessoas substituídas por homens, e animais, por cachorros, por exemplo. O que importa é seu conteúdo.  Não saberia fazer uma análise psicológica ou psicoterapêutica da frase, mas ela revela a repulsa por pessoas, o fracasso ou a negação dos relacionamentos, a solidão, o individualismo, a carência afetiva, a fuga da realidade, a alienação. Basta entrar no Facebook e no Instagram que você verá centenas de pessoas exibindo orgulhosamente seus pets, sejam cachorros, gatos, passarinhos e até, como cantaram os Titãs, oncinha pintada, zebrinha listrada e coelhinho peludo. A mídia golpista recentemente divulgou dados do IBGE e da Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação)…

Leitura de domingo

Imagem
Faltando cinco semanas para o primeiro turno das eleições, a ‘ombudsman’ tenta explicar por que a Folha não assume uma candidatura, como sempre fez o New York Times e vem fazendo o Estadão.  Desde os tempos da universidade a Folha foi meu jornal preferido por duas razões.  Sempre foi muito inovador na forma, na diagramação, nas cores etc..  Sempre deu espaço a opiniões diversas.  Achei estranho o comportamento do jornal já em 1992, quando participou da campanha da revista Veja contra Collor, que tinha sido o queridinho da mídia em 1989.  Mas confesso que só conheci mesmo a Folha depois de 2003, no governo Lula.   Em 2009 em editorial criticando Hugo Chávez, a Folha usa o termo ‘ditabranda’ para o fascismo que vivemos de 1964 a 1985.  Em 2010 sua executiva e presidente da ANJ (Associação Nacional de Jornais), Maria Judith Brito, assumiu a imprensa como partido político.  Em 2011, em seu aniversário de 90 anos, a Folha finalmente confessou sua participação na ditadura militar.  Agora, a…

Leitura de domingo

Imagem
As revistas semanais que colocaram Eduardo Campos na capa da semana passada, com exceção da CartaCapital, agora trazem Marina, cuja ascensão nas pesquisas de intenção de voto é o assunto da semana.
Veja, que continua firme em sua militância político-eleitoral contra Dilma e o PT, questiona se Marina é uma miragem efêmera ou se ela representa uma candidatura ‘sustentável’.  Dentro dela, enquanto um sabujo (Azevedo) critica Marina, outro (Nunes) malha a presidenta.  Não é necessário ser especialista em política para perceber que o candidato desse folhetim é o playboy mineiro, Aécio.
Época, imprensa rosa, pergunta até onde Marina vai.  E cita a senadora Kátia Abreu, miss desmatamento e musa da serra elétrica, ao destacar que Marina faz da questão ambiental uma religião.  Parece que a única matéria que presta nesta edição é do bissexual autor de novelas Walcyr Carrasco, “Elevador de serviço e banheiro de empregada”, em que expõe o preconceito contra negros e pobres, infelizmente tão comu…